Desejo de vitória move Frankie Edgar e Ben Henderson para revanche no UFC 150

13/06/2012 14:48

Reprodução/UFCA coletiva de apresentação do UFC 150, nesta terça-feira, em Denver (EUA), reuniu dois lutadores em busca do mesmo objetivo, mas por razões diferentes. O atual campeão da categoria peso-leve, Ben Henderson, e o ex-dono do cinturão e desafiante, Frankie Edgar, viveram mais um capítulo da crescente rivalidade entre ambos, que começou com o triunfo de Hendo na edição 144, em fevereiro passado, no Japão. 


Com o triunfo sobre o adversário, Ben Henderson ‘roubou’ o cinturão de Edgar, que terá a chance de recuperá-lo no UFC 150, marcado para 11 de agosto, no Pepsi Center, em Denver. Será a luta principal do evento, que vem sendo tratado pela organização como uma das grandes edições do verão norte-americano. 

Derrotado por decisão unânime dos jurados, no Japão, Edgar pediu a revanche e foi atendido pelo presidente do UFC, Dana White. A vontade do ex-campeão em dar o troco é tão grande que ele preferiu não pensar em cinturão. Está focado só na vitória. “Com título ou sem título, eu quero ganhar a minha luta. A chance de reconquistar o cinturão motiva mais, mas quando pisar no octógono eu quero seguir o que fiz nos treinamentos”, reiterou. 

Depois de três revanches na carreira, uma diante de BJ Penn e duas contra Gray Maynard, Frankie Edgar espera nova chance para enfrentar Henderson, almejando dar o troco. “Eu senti que o que fiz na carreira é suficiente para merecer uma revanche, até me acostumei a isso. Eu acredito que nós faremos outra luta emocionante”, projetou o ex-campeão.

O novo campeão do peso-leve também procurou minimizar a revanche e disse estar preocupado mesmo é com a vitória. “É preciso sempre vencer a próxima luta. Se você tem algum problema, é só vencer a próxima luta, que é a resposta para tudo”, afirmou Henderson, que deixou para trás a desconfiança com atletas da categoria que migraram do extinto WEC para o UFC.

Para Dana White, também presente à entrevista, o fundamental é movimentar a categoria – o norte-americano Nate Diaz surge como próximo desafiante ao título. Mas ele decidiu atender o pedido de Frankie para um novo embate diante de Henderson, apesar de insistir para uma mudança do atual ex-campeão para a categoria peso-pena, do brasileiro José Aldo, dono do cinturão.

“Frankie é um cara especial. Depois que ele perdeu o título, eu queria que ele fosse para a categoria abaixo (penas). Eu estava em Nova York, aí ele me encontrou e me pediu uma nova luta. Eu tinha que dar isso a ele, pois é um cara resistente. Eu acredito que ele deve baixar de categoria, mas ele não concorda. Seria incrível, o cara a brilhar entre o penas. Mas o que vou dizer?”, comentou o mandatário, reforçando que não pensa em nova revanche entre Edgar e Hendo, a não ser em caso de empate em Denver.